Jair Bolsonaro sobre coronavírus: ‘Não há motivo para pânico’

  • Por Jovem Pan
  • 06/03/2020 20h47 - Atualizado em 06/03/2020 20h49
Carolina Antunes/PRPronunciamento de Bolsonaro sobre coronavírus foi ao ar nesta sexta

O presidente Jair Bolsonaro procurou tranquilizar a população brasileira em seu pronunciamento oficial sobre o coronavírus, que foi ao ar no início da noite desta sexta-feira, nos canais de televisão. De acordo com o presidente, os ministérios estão trabalhando em parceria com Estados e Municípios para lidar com a doença da melhor forma.

Bolsonaro garantiu que não há motivo para pânico. “Convoco a população e, em especial, os profissionais da saúde, para trabalhar unidos e superar esse desafio”, disse. “É um momento de união, ainda que o problema possa se agravar, não há motivo para pânico”, completou.

O presidente chamou atenção para as orientações dadas pelo Ministério da Saúde, como lavar as mãos por mais de 20 segundos, utilizar álcool gel para higienização e proteger o nariz ou a boca quando for tossir. Evitar tocar nos olhos, nariz e boca sem higienizar as mãos, e usar lenços descartáveis para higiene nasal, não de pano. “Seguir as recomendações dos especialistas é a melhor maneira de prevenção”, alertou Bolsonaro.

Até o momento, foram confirmado 13 casos de coronavírus no Brasil. Dez em São Paulo, um no Rio de Janeiro, um na Bahia e um no Espírito Santo. Em todo território do país, 768 casos estão sob suspeita. No mundo, há 95.333 casos da doença confirmados. Cerca de 3,3 mil pessoas já morreram.

Mais cedo, durante uma coletiva, o ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta, afirmou que o status da doença foi elevado. “Elevamos o status, agora estamos monitorando as unidades de saúde com casos confirmados. Pedimos para que eles dupliquem, tripliquem a vigilância e monitorem os contactantes dos casos confirmados”, disse.