Bolsonaro vai se reunir com Netanyahu para falar de desenvolvimento de remédio contra Covid-19

Reunião entre presidente e primeiro-ministro de Israel ocorrerá de forma virtual; Bolsonaro quer trazer spray nasal em fase de testes para o Brasil

  • Por Jovem Pan
  • 11/02/2021 20h23 - Atualizado em 11/02/2021 21h09
Jair Bolsonaro/YouTube/Reprodução de vídeo/11.02.2021Presidente anunciou reunião com primeiro-ministro de Israel

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira, 11, que deve se reunir de forma virtual com Benjamin Netanyahu, primeiro-ministro de Israel, ainda na sexta-feira, 12, para tratar sobre um remédio desenvolvido no país para curar os infectados pelo coronavírus. “Lá está sendo desenvolvido, está em fase final, um remédio para curar o Covid. Quando falei em remédio lá atrás me deram pancada. Perguntaram: e a vacina? Um cara que entra na pilha da vacina, só a vacina, é um idiota útil, porque nós devemos ter várias opções. Para quem está contaminado, não adianta vacina. Quem está contaminado tem que ter um tratamento precoce, procurar um médico, ver se tem uma sugestão para você”, afirmou Bolsonaro.

Ele citou, ainda, o “tratamento precoce” da doença e orientou que pessoas contaminadas buscassem médicos em busca da sugestão de remédios. “Em Israel, é um spray. Estamos em contato. Está acertado que pode não acontecer, mas já está acertado o encontro virtual entre eu e Benjamin Netanyahu para falarmos sobre esse novo spray que está servindo, pelo menos experimentalmente, para pessoas em estado grave”, disse o presidente. Ele questionou se os internautas que assistiam à live não usariam o remédio em um parente que estivesse internado em estado grave. “Vai dar um spray no nariz dele ou não? Ou vai tratar isso como a hidroxicloroquina? Porque também não tem comprovação científica”, afirmou.

Bolsonaro criticou a “criminalização” do tratamento “off label” contra a Covid-19 e citou, sem entrar em detalhes, casos de punição de profissionais que receitavam medicamentos a pacientes. “Se você seguir o protocolo do senhor Mandetta, que é o garoto propaganda da TV Globo, você vai ter que voltar aqui quando tiver falta de ar. Para voltar com falta de ar, também não tem medicamento. Daí, esse off label pode não dar resultado mais. Você vai ter que ser entubado”, afirmou o presidente, considerando que falar sobre o assunto é um ato de coragem da parte dele. Bolsonaro reforçou a vontade de trazer o remédio para o Brasil e disse que fará tratativas para autorizar o uso do spray no país.