Bruno Bianco agradece à Jovem Pan por apoio à reforma da Previdência

  • Por Jovem Pan
  • 25/10/2019 10h07
Michel Jesus/Câmara dos DeputadosDe acordo com ele, o apoio dado pela Jovem Pan foi decisivo para a aprovação da PEC

Em participação do programa Os Pingos nos Is desta quinta-feira (24), o secretário especial adjunto da Previdência e Trabalho, Bruno Bianco, agradeceu o apoio da Jovem Pan durante a tramitação da reforma da Previdência.

De acordo com ele, o apoio dado pela Jovem Pan foi um dos fatores decisivos para a aprovação da PEC. “Agradeço a cada um de vocês e à Jovem Pan. Conseguimos um feito que, para mim, é histórico não só no Brasil – mas no mundo. Viramos a opinião pública e trouxemos-a para o lado da Previdência. Isso é inédito. Nunca vi população na rua pedindo por reforma da Previdência.”

A Jovem Pan apoiou publicamente a reforma da Previdência durante toda a sua tramitação. Confira, na íntegra, o editoral publicado na última terça-feira (22).

Editorial Jovem Pan – Nova Previdência: O Triunfo do Brasil Moderno

Em 14 de março deste ano, quando a reforma da Previdência era apenas um brilho de esperança nos olhos dos brasileiros preocupados com o futuro do país, a Jovem Pan decidiu apoiar publicamente a mudança indispensável.

Nos meses seguintes, seriam colhidos centenas de depoimentos de personalidades da economia e da política, atestando que só poderiam negar a urgência da reforma previdenciária os profundamente desinformados e os que apostam no quanto pior, melhor.

A esses testemunhos somaram-se, na etapa seguinte, declarações de brasileiros anônimos, todos convencidos da importância do avanço perseguido desde 1994 pelos presidentes da República.

Em 26 de maio, um fenômeno sem precedentes no mundo provou que a Jovem Pan decidira percorrer o caminho correto: pela primeira vez na história, multidões saíram às ruas para exigir a aprovação da Nova Previdência.

“Esperar mais é colocar em risco o futuro da Nação”, advertiu o editorial em que a Jovem Pan anunciou sua adesão incondicional à proposta encaminhada ao Congresso pelo governo Bolsonaro.

“Reforma Já”, diz o título do documento agora histórico. A sensatez triunfou. Neste outubro a campanha da Jovem Pan foi coroada pela vitória do Brasil moderno.