Coronavírus: 25% das capitais têm média de casos elevada

Fortaleza, Manaus, São Paulo, Florianópolis, Porto Alegre, Vitória e Rio de Janeiro têm mais de 16 casos a cada 100 mil habitantes

  • Por Jovem Pan
  • 07/04/2020 19h09
Heuler Andrey/Estadão Conteúdo4.842 municípios brasileiros com até 100 mil habitantes ainda não registraram casos

O secretário de Vigilância em Saúde, Wanderson de Oliveira, apresentou em coletiva nesta terça-feira (7) dados sobre o coronavírus nas cidades brasileiras.

Em comparação com a população que nelas residem, 25% das capitais têm mais de 16 casos a cada 100 mil habitantes, o que é maior do que a média geral do País. O primeiro é Fortaleza, seguido de São Paulo e Manaus, três estados que tem a incidência de contaminação mais elevada.

“Quando a gente olha por capital, Fortaleza tem uma incidência de 34,7. Eles tem um plano de contingência e profissionais muito qualificados, mas estamos acompanhando e de olho”, disse o secretário.

Florianópolis, Porto Alegre, Vitória, Rio de Janeiro e Brasília também necessitam de atenção, pontua Wanderson. “Essa incidência está relacionada ao número da população e, obviamente, como são capitais, acabam concentrando a maior parte dos casos e atendendo outras pessoas que não são residentes na sua área”, explicou.

Além disso, 4.842 municípios brasileiros com até 100 mil habitantes ainda não registraram casos. Esse número é de 50 para locais com mais de 100 mil.