Cerca de 6 mil pessoas foram afetadas por erro na correção do Enem, diz Weintraub

  • Por Jovem Pan
  • 20/01/2020 12h10
Antônio Cruz/Agência BrasilSegundo Weintraub, o erro teria acontecido na impressora da gráfica Valid -- empresa responsável pela impressão e distribuição da prova

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, disse em entrevista à Rádio Gaúcha que cerca de 6 mil pessoas foram afetadas pelo erro na correção da prova do Exame Nacional do Ensino Médio 2019.

Weintraub disse ainda considerar o impacto baixo e manteve a declaração de que as notas seriam corrigidas ainda nesta segunda (20).

De acordo com o chefe da pasta, o número equivale a 0,1% do total que realizou a prova. “O impacto é baixo e não vai ter nenhum efeito para a maioria das pessoas.”

Segundo Weintraub, o erro teria acontecido na impressora da gráfica Valid — empresa responsável pela diagramação, manuseio, embalagem, rotulagem e entrega aos Correios dos cadernos de provas.

De acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, o Inep, o Estado mais atingido pela falha foi Minas Gerais.

Apesar da falha, a abertura do Sisu (Sistema de Seleção Unificada) está mantida para a próxima terça-feira (21). Os candidatos que foram lesados puderam pedir revisão da nota até às 10h desta segunda-feira (20).