Cidade de São Paulo monitora três casos suspeitos de coronavírus

Tratam-se de duas crianças, de seis e quatro anos, e um adulto de 33 anos

  • Por Jovem Pan
  • 29/01/2020 17h25 - Atualizado em 29/01/2020 19h03
EFE/EPA/JEROME FAVRESecretaria do Estado de Saúde de São Paulo monitora três casos suspeitos de coronavírus na capital

A Secretaria de Estado de Saúde de São Paulo informou nesta quarta-feira (29) que monitora três casos suspeitos de coronavírus na capital. Tratam-se de duas crianças e um adulto que estão em isolamento familiar, de acordo com a pasta.

Uma das crianças é um menino de seis anos, que apresentou febre e tosse, e retornou de viagem à China no dia 19 de janeiro. Nele, os sintomas surgiram nesta quarta.

A outra é uma menina, de 4 anos, que não viajou à China, mas teve contato com o irmão mais velho e apresentou tosse e febre. “As crianças foram atendidas no Hospital Infantil Cândido Fontoura, unidade de referência no atendimento pediátrico localizada na Zona Leste da cidade”, diz a Secretaria em nota.

O terceiro caso que segue monitorado é de um homem de 33 anos, que retornou da China no dia 20 de janeiro. Segundo a pasta, ele apresentou febre, tosse e dor de garganta e foi atendido em um hospital privado da cidade.

“A investigação dos casos é realizada pela Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo, com todo apoio técnico da pasta estadual. As amostras biológicas dos pacientes foram colhidas pelo hospital onde foram atendidas e já foram para análise no Instituto Adolfo Lutz, laboratório de referência nacional localizado em SP. Os resultados, assim como eventuais novos casos suspeitos ou confirmados, serão divulgados em boletins atualizados periodicamente pela Secretaria.”

Nesta quinta, o Ministério da Saúde, durante coletiva de imprensa, informou que o Brasil acompanha nove casos suspeitos de coronavírus – incluindo os três da cidade de São Paulo.

A Secretaria informa ainda que “a investigação dos casos é realizada pela Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo, com todo apoio técnico da pasta estadual. As amostras biológicas dos pacientes foram colhidas pelo hospital onde foram atendidas e já foram para análise no Instituto Adolfo Lutz, laboratório de referência nacional localizado em SP. Os resultados, assim como eventuais novos casos suspeitos ou confirmados, serão divulgados em boletins atualizados periodicamente”.

Cuidados e prevenção

A pasta também destacou cuidados que a população deve tomar. Segundo eles, “é importante seguir os mesmos cuidados previstos na ‘etiqueta respiratória’ adotada com relação à gripe (Influenza): cobrir a boca ao tossir ou espirrar, lavar as mãos frequentemente, não compartilhar objetos de uso pessoal, limpar regularmente o ambiente e mantê-lo ventilado (confira abaixo outras recomendações)”.

“É fundamental procurar o serviço de saúde mais próximo se a pessoa apresentar sintomas como febre, dificuldade para respirar, tosse ou coriza, associados aos seguintes aspectos epidemiológicos: histórico de viagem em área com circulação do vírus (consulte os sites indicados ao final do texto), contato próximo caso suspeito ou confirmado laboratorialmente para coronavírus”, destaca o boletim.