Cidade de São Paulo permite volta às aulas para ensino médio a partir de 3 de novembro

Decisão foi anunciada pelo prefeito Bruno Covas na tarde desta quarta; alunos do ensino fundamental e infantil deverão passar apenas por atividades extracurriculares

  • Por Jovem Pan
  • 22/10/2020 13h33 - Atualizado em 22/10/2020 15h44
Secretaria de Educação de São Paulo / DivulgaçãoAulas deverão ser retomadas de forma optativa para alunos do ensino médio

A prefeitura de São Paulo anunciou tarde desta quarta-feira, 22, a permissão para volta às aulas na capital a partir do dia 3 de novembro para estudantes do ensino médio. De acordo com o prefeito Bruno Covas, a autorização vale para a rede municipal, estadual e privada. A decisão foi baseada no resultado do Censo Sorológico, também apresentado pelo prefeito nesta quarta. “[A volta] é voluntária para os pais, de acordo com a decisão do Conselho Nacional de Educação, e ela deve seguir os protocolos sanitários já estabelecidos”, esclareceu o prefeito. Ele afirmou, ainda, que os ensinos infantil e fundamental deverão passar apenas por atividades extracurriculares e que na rede municipal os alunos passarão por uma prova que deve medir o que foi assimilado no período de isolamento social. A partir do resultado dessa prova, uma estratégia pedagógica deve ser traçada.

Segundo Covas, apenas os professores que de acordo com o censo realizado pela prefeitura já estão imunizados serão convocados para as atividades presenciais. “Queria reforçar uma recomendação para os jovens, para aqueles que moram em casa em que tem alguém com mais de 60 anos de idade, que possam permanecer no ensino a distância, mas essa é uma decisão que caberá aos pais”, afirmou. Ele disse, ainda, que uma nova coletiva de imprensa deve ser realizada no dia 19 de novembro para fazer um balanço da abertura e anunciar os próximos passos da cidade para a área da educação.

O secretário de Educação da capital, Bruno Caetano, afirmou que os alunos do nono ano do ensino médio receberão atenção especial nas atividades extracurriculares mesmo sem voltar à sala de aula. “Esses adolescentes no próximo ano mudarão de ciclo, passarão para o ensino médio, portanto nós vamos estimular a realização de atividades extracurriculares, especialmente para esse segmento”, afirmou. Os alunos deverão usar equipamentos de proteção individual e respeitar distanciamento social durante essas atividades de recuperação.