Cidades registram novos protestos contra a morte de João Alberto

Cidades vivem novo dia de protestos após assassinato de homem negro na última quinta-feira, 19

  • Por Jovem Pan
  • 22/11/2020 17h18 - Atualizado em 22/11/2020 17h47
Reprodução/Redes SociaisManifestantes no Rio de Janeiro ergueram faixa com a frase "Justiça por Beto".

Diversas cidades voltaram a registrar protestos antirracistas e contra a morte de João Alberto, que foi assassinado por dois seguranças de uma unidade do supermercado Carrefour em Porto Alegre na última quinta-feira, 19. Uma das cidades em que foram registrados protestos foi o Rio de Janeiro. Na capital carioca, aproximadamente 150 pessoas foram à entrada do Carrefour do Norte Shopping, na Zona Norte da cidade e protestaram com faixas e frases de efeito. Além disso, uma das faixas dizia “Fora Bolsonaro e Mourão”, que, respectivamente, disseram que a questão racial é “alheia” à história do Brasil e que não existe racismo no país.

Em Salvador, um grupo de manifestantes também protestou contra a morte de João Alberto e repudiou o posicionamento do vice-presidente. Houve um princípio de tumulto, mas a situação foi resolvida pela Polícia Militar. O protesto na região acabou por volta das 12h30. Na cidade de Santos, no litoral paulista, os manifestantes se reuniram em frente à unidade do Carrefour localizada no Boqueirão e penduraram cartazes na vitrine do estabelecimento, que não abriu para o público hoje.  Em São Vicente, também na baixada santista, o ato começou por volta das 10h e não teve nenhuma confusão, com os líderes dizendo palavras de ordem. Equipes da PM acompanharam o ato.