Conta de energia terá tarifa extra a partir desta terça com retomada do sistema de bandeiras da Aneel

Agora, consumidor pagará R$ 6,243 por cada kWh gastos; no mês maio, quando tarifa verde foi anunciada, previsão era de que bandeira não mudasse até 2021

  • Por Jovem Pan
  • 30/11/2020 20h49 - Atualizado em 30/11/2020 21h13
Creative CommonsSistema de bandeiras vai ser retomado a partir desta terça

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou nesta segunda-feira, 30, a retomada das bandeiras tarifárias na conta de luz dos brasileiros. A contagem, que foi suspensa no mês de maio por causa da pandemia do novo coronavírus, volta ao normal a partir da terça, 1º de dezembro, quase um mês antes do prazo previsto pela empresa, que a princípio tinha anunciado a bandeira verde até o dia 31 de dezembro. Com isso, a cada 100 kWh gastos, o consumidor precisará desembolsar R$ 6,243. Segundo a Aneel, a decisão foi tomada após reunião extraordinária e tem como base a queda do nível de armazenamento nos reservatórios das hidrelétricas, assim como a retomada do consumo de energia no país.

Junto ao anúncio de que o valor das contas aumentariam, a agência deu também algumas dicas para economia de energia. Entre elas, tomar banhos curtos quando estiver usando o chuveiro elétrico, manter o filtro do ar condicionado sempre limpo, não abrir a geladeira sem necessidade, descongelar o freezer com frequência e retirar aparelhos da tomada quando possível. Uma geladeira pequena de 310 litros consome, mensalmente, 28,1 kW/h por mês. Um chuveiro elétrico acionado uma vez por dia pode consumir entre 70 e 90 kWh mensais a depender da sua potência.