Após demissão de Teich, panelaços são registrados em SP, RJ e Recife

O atual ministro da Saúde, Nelson Teich, anunciou seu pedido de demissão nesta sexta-feira (15)

  • Por Jovem Pan
  • 15/05/2020 14h06
Daniel Teixeira/Estadão ConteúdoMoradora do bairro de Perdizes, na zona oeste de São Paulo, realiza panelaço

Após o pedido de demissão de então ministro da Saúde, Nelson Teich, diversas cidades tiveram panelaços em protesto durante o início da tarde desta sexta-feira (15).

Teich anunciou seu pedido de demissão por meio de nota e uma coletiva de imprensa está prevista para acontecer nesta tarde. Em São Paulo, moradores dos bairros de Perdizes e Pinheiros, na Zona Oeste da capital, bateram panelas e pediram a saída do presidente Jair Bolsonaro.

Os bairros de Santa Cecília, Bela Vista e Higienópolis também tiveram protestos. No Rio de Janeiro, os bairros de Botafogo, Tijuca e Laranjeiras também tiveram, além do panelaço, gritos de ‘fora Bolsonaro’ pelas janelas.

No Recife, o protesto foi registrado no bairro de Rosarinho. Teich ficou menos de um mês no cargo, após ter assumido o cargo deixado por Luiz Henrique Mandetta.

Tanto Mandetta como Teich, que são médicos de formação, deixam a pasta após discordâncias com Bolsonaro.

Segundo a comentarista Thaís Oyama, do programa 3 em 1, da Jovem Pan, a gota d’água que culminou na saída de Teich nesta sexta foi o pedido de Jair Bolsonaro para a mudança do protocolo do SUS no tratamento de pacientes com Covid-19. O presidente quer que a cloroquina seja administrada desde o início do tratamento.

Segundo os dados mais recentes do Ministério da Saúde, o país já tem mais de 202 mil casos da Covid-19 e quase 14 mil mortes.