Doria: Bolsonaro deixa de defender a Saúde ‘para andar de jet ski’

  • Por Jovem Pan
  • 14/05/2020 16h03 - Atualizado em 14/05/2020 16h04
Roberto Casimiro/Estadão ConteúdoJoão Doria, governador do estado de São Paulo

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), rebateu nesta quinta-feira (14) as críticas feitas mais cedo pelo presidente Jair Bolsonaro sobre as medidas tomadas pelos comandantes estaduais no combate ao avanço do coronavírus.

“Mais uma vez, o presidente Bolsonaro deixa de defender a saúde dos brasileiros para atacar quem está trabalhando para proteger vidas. Prefere comícios, andar de jet ski, treinar tiros e fazer churrasco. Enquanto milhares de brasileiros morrem por coronavírus”, escreveu Doria no Twitter. “Acorde para a realidade presidente Bolsonaro. Saia da bolha de ódio e comece a ser um líder. Se for capaz”, completou.

Em videoconferência promovida pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) com uma série de empresários brasileiros, Bolsonaro havia dito que há “uma guerra” e uma “tentativa política de quebrar a economia” para atingir seu governo. Em seguida, o presidente criticou as medidas adotadas por Doria.

“Um homem está decidindo o futuro de São Paulo, o futuro da economia do Brasil. Os senhores, com todo o respeito, tem que chamar o governador e jogar pesado, porque a questão é séria, é guerra. É o Brasil que está em jogo, se continuar o empobrecimento da população daqui a pouco seremos iguais na miséria.”