Doria sobrevoa incêndio em São João da Boa Vista e anuncia aumento de efetivo no local

Segundo o governador de São Paulo, o número de bombeiros atuando no combate às chamas deve dobrar; há seis dias um incêndio atinge área de mata entre os municípios de Águas da Prata e São João da Boa Vista

  • Por Jovem Pan
  • 10/09/2020 20h54
ROBERTO CASIMIRO/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDOJoão Doria

Após seis dias de incêndio que atinge uma área de mata nos municípios de Águas da Prata e São João da Boa Vista, o governador do estado de São Paulo, João Doria, viajou até o local para avaliar de perto os pontos em chamas e acompanhar o trabalho de contenção. No local, foi anunciada a intensificação do combate às queimadas: a força-tarefa contará com cem bombeiros e cinco aeronaves. “Até hoje, nós temos aqui 50 policiais militares bombeiros e a partir de amanhã [sexta-feira, 11] nós vamos dobrar. Teremos cem bombeiros atuando, com objetivo de cessar completamente os focos de incêndio. Também autorizei mais sete viaturas e mais um helicóptero Águia a partir de amanhã”, disse o governador. A intenção é que nesta sexta-feira, 11, com o esforço redobrado, o incêndio seja completamente eliminado.

O incêndio atinge áreas de mata nos municípios de São João da Boa Vista, Vargem Grande do Sul e Águas da Prata. Além dos cem homens do Corpo de Bombeiros, a força-tarefa conta com participação dos membros da Defesa Civil do Estado, da Polícia Ambiental, Fundação Florestal, Instituto Florestal, ICMBio, Defesa Civil dos municípios e funcionários das prefeituras, além de dezenas de brigadistas e voluntários. No total, são cerca de 250 pessoas envolvidas e 25 viaturas atuando na ocorrência.

A Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros instalaram uma base operacional no aeroporto de São João da Boa Vista para intensificar o trabalho aéreo, de acordo com informações divulgadas pelo governo. Durante toda a semana, quatro aeronaves realizaram ações de combate ao incêndio, sendo dois helicópteros Águia e dois aviões agrícolas disponibilizados pela iniciativa privada. Com o anúncio feito nesta quinta-feira, 10, pelo governo, serão cinco aeronaves operando na ação. O governador também anunciou o repasse de equipamentos destinados aos bombeiros que atuam na região, totalizando 80 abafadores, 60 bombas costais, 50 pares de luvas, 50 óculos de proteção, 25 facões, 20 cantis e 20 enxadões. A população pode comunicar ocorrência de queimadas pelos telefones 193 do Corpo de Bombeiros e 199 da Defesa Civil dos municípios.

*Com informações do Estadão Conteúdo