Eduardo Bolsonaro anuncia criação de novo partido Aliança pelo Brasil

Legenda ainda precisa ser aprovada pelo TSE, que exige cerca de 500 mil assinaturas

  • Por Jovem Pan
  • 12/11/2019 18h51 - Atualizado em 12/11/2019 18h54
Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência BrasilBolsonaro anunciou nesta terça-feira a saída do PSL

O deputado federal e filho do presidente, Eduardo Bolsonaro (SP), anunciou oficialmente nesta terça-feira (12) a criação da nova legenda Aliança pelo Brasil. O presidente da República, Jair Bolsonaro, deixou hoje o Partido Social Liberal (PSL).

Em anúncio feito pelas redes sociais, Eduardo afirmou que “este é um momento histórico, onde a maioria silenciosa finalmente terá voz”. Além disso, disse que, no novo partido, “teremos solidez em nossos princípios conservadores atuando em defesa dos valores familiares e cristãos, sem amarras da velha política”.

“O grito solitário de Jair Bolsonaro, que tantas vezes ecoou pelo Brasil, agora se torna um movimento consolidado na Aliança pelo Brasil, unindo milhões e milhões de brasileiros pelo bem do nosso país”, escreveu o parlamentar.

Eduardo ainda convocou os “cidadão comuns” a se unirem à sigla e esclareceu os pilares principais defendidos pelo partido: fé, honestidade e família. “Com base sólida conservadora faremos do tsunami de 2018 uma onda permanente”, completou.

Apesar do anúncio, o Aliança pelo Brasil ainda não existe oficialmente. Isso porque o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) exige cerca de 500 mil assinaturas para a criação da nova sigla, o que os advogados de Bolsonaro estimam que vão conseguir entregar até março do ano que vem.

A ideia é viabilizar o partido a tempo de lançar candidatos às eleições municipais de 2020, o que exige aprovação na corte eleitoral até abril. O TSE ainda não confirmou, “mas vai” permitir, de acordo com o deputado Daniel Silveira, que a coleta das assinaturas necessárias seja feita por meio de um aplicativo para dispositivos móveis.