Eduardo Tuma é eleito presidente da Câmara dos Vereadores de São Paulo

  • Por Jovem Pan
  • 15/12/2018 13h57
Câmara Municipal de São PauloTucano teve apoio até de opositores, como o PT, que garantiu a secretaria para o vereador Reis

O vereador Eduardo Tuma (PSDB) foi eleito presidente da Câmara Municipal de São Paulo na manhã deste sábado (15). Atual vice, o tucano teve 51 dos 55 votos e vai assumir mandato de um ano, com possibilidade de recondução ao cargo. O atual presidente, Milton Leite (DEM), continuará na mesa diretora, mudando para a cadeira de vice.

Candidato do partido do prefeito Bruno Covas, Tuma só não teve votos do vereador Fernando Holiday (DEM), que se lançou candidato para representar o Movimento Brasil Livre (MBL) e dos dois vereadores do PSOL, que faltaram à sessão. Houve ainda uma abstenção em plenário. Opositores do PT também apoiaram o tucano.

O novo presidente do Poder Legislativo municipal deve encontrar pela frente discussões que vão mexer com o patrimônio pessoal dos paulistanos, movimentando milhões de reais. Em 2019, a revisão da lei de zoneamento deve ser votada, alterando usos possíveis de terrenos e imóveis – e consequentemente os preços.

Além disso, ainda há debates sobre a anistia de imóveis construídos ou ocupados em desacordo com o zoneamento. Outra medida que deve ocupar tempo dos vereadores no próximo ano é a venda do Autódromo de Interlagos e uma ação para a região do entorno do complexo, já batizada de Operação Urbana Jurubatuba.

Confira a composição da mesa diretora da Câmara em 2019:

  • Presidente: Eduardo Tuma (PSDB);
  • 1º vice-presidente: Milton Leite (DEM);
  • 2º vice-presidente: Rute Costa (PSD);
  • 1º secretário: Reis (PT);
  • 2º secretário: Isac Felix (PR);
  • 1º suplente: Soninha (PPS);
  • 2º suplente: Claudinho Souza (PSDB);
  • corregedor-geral: Souza Santos (PRB).

*Com informações do Estadão Conteúdo