Em evento, Damares compara esquerda ao diabo e atribui eleição de Bolsonaro a ‘Tupã’

  • Por Jovem Pan
  • 12/10/2019 19h33
Marcelo Chello/CJPress/Estadão ConteúdoDamares Alves é a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos

A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, comparou a esquerda ao diabo e atribuiu a eleição do presidente Jair Bolsonaro (PSL) a ‘Tupã’ durante um fervoroso discurso feito neste sábado (12), no fórum conservador CPAC Brasil, em São Paulo.

“Não podemos subestimar o outro lado. Eles estão à espera para poder usurpar o poder novamente. Nós não podemos subestimar o Cão. Não podemos subestimar o mal. Vamos ter que começar a ocupar as câmaras de vereadores e prefeituras, ouviram? Precisamos sair daqui com isso em mente”, disse, alertando o público sobre as estratégias da esquerda para voltar ao poder.

Ovacionada, Damares ainda rebateu a declaração dada pelo arcebispo Dom Orlando Brandes horas mais cedo, em missa no Santuário Nacional de Aparecida. O religioso criticou “o dragão do tradicionalismo” e afirmou que a direita é “violenta e injusta”.

A ministra disse que o arcebispo deve “estar com medo de nós, que somos terrivelmente cristãos” e acrescentou: “o conservadorismo vai dar certo. O povo de bem se levantou e agora está governando esta nação”.

Por fim, Damares atribuiu a eleição de Jair Bolsonaro a uma vontade divina. “Tupã ouviu o choro dos curumins e disse: chega! E então elegemos Jair Bolsonaro. A eleição dele interrompeu um ciclo de sofrimento e dor. Este País não vai mais suportar ser governado por sanguinários da esquerda. Pode bater, esquerda! Quanto mais bate, mais esse governo cresce!.”