Em nota, Moro ‘lamenta profundamente morte da menina Ágatha’

  • Por Jovem Pan
  • 22/09/2019 16h51
Pedro França/Agência Senado"O Governo Federal tem trabalhado duro para reduzir a violência e as mortes no País, e para que fatos dessa espécie não se repitam", disse o comunicado

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, afirmou por meio de nota enviada à Jovem Pan por sua assessoria neste domingo (22), que “lamenta profundamente a morte da menina Ágatha”.

A criança, de 8 anos, foi atingida nas costas por uma bala perdida na noite desta sexta-feira, após um confronto entre policiais da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) e criminosos na Fazendinha, no Complexo do Alemão, zona norte do Rio de Janeiro.

“O Ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, lamenta profundamente a morte da menina Ágatha, é solidário à dor da família, e confia que os fatos serão completamente esclarecidos pelas autoridades do Rio de Janeiro. O Governo Federal tem trabalhado duro para reduzir a violência e as mortes no País, e para que fatos dessa espécie não se repitam”, disse o comunicado.

Violência

O governo do Rio, comandado por Wilson Witzel, informou que Polícia Militar do Estado “abriu um procedimento para apurar a ação dos policiais no Complexo do Alemão”. Ao longo deste sábado e domingo, moradores do Morro do Alemão e de outras favelas protestaram.

Nas redes sociais, diversos protestos foram direcionados ao governador Wilson Witzel. A #ACulpaEDoWitzel chegou em primeiro lugar aos trend topics nacionais do Twitter. Só no ano de 2019, cinco crianças foram mortas por bala perdida no Rio de Janeiro.

De janeiro a agosto, 1.249 pessoas foram mortas pela polícia no Estado. O dado foi divulgado na última quinta-feira pelo Instituto de Segurança Pública (ISP). O número corresponde a uma alta de 16,2% nas mortes por intervenção de agentes do Estado em relação aos oito primeiros meses de 2018, uma média de cinco por dia.