Esposa de Queiroz se apresenta à polícia e já cumpre prisão domiciliar

STJ concedeu prisão domiciliar para o ex-assessor e a mulher; Márcia Aguiar estava desaparecida desde o dia 18 de junho

  • Por Jovem Pan
  • 11/07/2020 11h34 - Atualizado em 11/07/2020 11h41
ReproduçãoDefesa determinou que Márcia deveria ficar ao lado de Queiroz para ajudá-lo no tratamento contra um câncer

Márcia Aguiar, esposa do ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro, Fabrício Queiroz, já está na residência do casal na zona oeste do Rio de Janeiro, no bairro da Taquara, segundo a assessoria do escritório de advocacia que defende os dois por envolvimento no crime de “rachadinha”.

Aguiar estava foragida desde o dia 18 de junho, quando foi decretada a prisão preventiva de Queiroz, encontrado em um imóvel em Atibaia, São Paulo, de propriedade do ex-advogado da família Bolsonaro Frederick Wassef. A assessoria da Defesa não soube informar como Aguiar chegou ao local nem a que horas.

Agora, a foragida aguarda instruções da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) para saber como será colocada a tornozeleira eletrônica, já que o presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro João Otávio Noronha, concedeu ontem prisão domiciliar a Queiroz e à esposa. O ex-assessor deixou o presídio de Bangu 8 nesta sexta-feira, já com a tornozeleira eletrônica.

Queiroz é investigado em suposto esquema de rachadinha no gabinete de Flávio Bolsonaro, pelo qual o parlamentar ficaria com parte dos salários dos assessores contratados pelo gabinete do então deputado.

Para fundamentar o pedido de prisão domiciliar, a defesa de Queiroz citou o estado de saúde do ex-assessor e o contexto de pandemia do Covid-19, e determinou que a esposa deveria ficar a seu lado para ajudar no tratamento.

* Com informações do Estadão Conteúdo