Ex-ministro da Fazenda Guido Mantega é hostilizado em restaurante paulistano

  • Por Jovem Pan
  • 29/06/2015 09h48
Guido Mantega fala no Fórum Econômico Mundial

O ex-ministro da Fazenda Guido Mantega foi hostilizado pela terceira vez que se tem registro neste ano. Segundo a revista Época, o fato aconteceu no restaurante Trio, na Vila Olímpia.

Sob aplausos de parte dos clientes, pelo menos dois homens esbravejavam palavras de baixo calão contra o ex-ministro. Um deles gritou: “ladrão, palhaço, sem vergonha!”. “Estão acabando com o País, acabaram com a Petrobras, acabaram com tudo”, argumentou o cliente iracundo.

Aparentemente, Mantega não esboça reação perceptível pelo vídeo divulgado pelo Correio Braziliense (veja abaixo). As pessoas que filmaram a cena parecem concordar com as críticas. As mulheres dizem: “Não tem vergonha na cara de sair de casa, é isso mesmo”, diz uma. “Eu ia olhar bem para a cara dele”.

Enquanto os homens gritam elas dizem: “Exatamente”. “Não pode roubar o País desse jeito e a gente ficar quieto pagando o que a gente paga, engolindo sapo, desaforo, chega, tem vergonha na cara e fica na sua casa”, diz a mulher sussurrando, diferente do homem que se levantou e enfrentou Mantega.

Quando o homem diz que Mantega está acabando com o país, ela decreta: “Acabou”. Ao que se consta, quando Guido deixou o restaurante, os clientes continuaram a desfrutar normalmente do buffet de de saladas e pratos quentes que custa R$ 58,00 por pessoa durante a semana e R$ 75,00 aos domingos.

Outras voze em tom indignado são ouvidas ao fundo, mas de difícil compreensão.

Mantega foi ministro da Fazenda de 2006 a 2015, durante o segundo mandato de Lula e o primeiro de Dilma.

Outras agressões verbais

Não é a primeira vez que o ex-ministro é criticado publicamente em 2015. 

Em fevereiro, Mantega foi hostilizado na chegada ao Hospital Albert Einstein, quando acompanhava a mulher, que faz tratamento na instituição de saúde paulistana. Reconhecido logo ao chegar na lanchonete do hospital, o ministro começou a ser alvo de insultos. “Vai para o SUS”, foi uma das frases ditas pelos frequentadores. 

Em maio, o ex-ministro foi hostilizado em um restaurante italiano da capital paulista. Mantega tentou contrargumentar, mas acabou interrompido por vaias. Desta vez, dois clientes do estabelecimento saíram em defesa do ex-ministro, pedindo educação aos demais.