Fábio Faria e Salim Mattar repudiam requerimento sobre a Jovem Pan na CPI

Ministro e empresário utilizaram as redes sociais para se posicionarem contra o requerimento feito pelo senador Renan Calheiros

  • Por Jovem Pan
  • 01/08/2021 21h33
Carolina Antunes /PRMinistro das Comunicações se manifestou contra o requerimento

O ministro das Comunicações, Fábio Faria, utilizou as redes sociais para repudiar o requerimento de quebra de sigilo bancário da Rádio Jovem Pan feito pelo senador Renan Calheiros na CPI da Covid-19. Em seu perfil no Twitter, o ministro disse que “é um erro mirar veículos de imprensa” e defendeu a pluralidade de visões políticas. “Precisamos de diversidade de ideologias e posições políticas, sem cerceamento, para garantir a liberdade de expressão e uma sociedade democrática”, afirmou Fábio Faria. Outra figura que se posicionou a favor da Jovem Pan foi o empresário e ex-secretário Salim Mattar, que classificou o pedido do senador como uma “afronta à liberdade de imprensa e de expressão”. “Nós, o povo, pagadores de impostos, não podemos tolerar atos como este, inaceitáveis em uma democracia”, afirmou Mattar em seu perfil no Twitter. Além de Fábio Faria e de Salim Mattar, a  Associação Brasileira de Rádio e Televisão (Abratel) e a Associação Gaúcha de Emissoras de Rádio e Televisão (Agert) também repudiaram o pedido feito pelo senador.