Filha e companheira confessam roubo, mas negam morte de família no ABC

  • Por Leonardo Martins
  • 05/02/2020 21h57 - Atualizado em 06/02/2020 08h06
Reprodução/TV GloboOs corpos das vítimas foram encontrados carbonizados no carro da família

A filha e a esposa suspeitas de terem envolvimento no assassinato de uma família em São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo, confessaram terem planejado o roubo que, ao final, gerou a morte de Flaviana e Romuyuki Gonçalves, e do filho deles, Juan Victor, de apenas 15 anos.

No entanto, segundo o advogado do casal, Sebastião Siqueira, Ana Flávia, a filha mais velha do casal, e Carina Ramos, a esposa, não confessaram envolvimento nas mortes.

Estão sendo investigadas nove pessoas suspeitas de terem participado do crime. Até o momento, foram presas Ana Flávia, Carina Ramos, Michael Robert dos Santos, Guilherme Ramos da Silva e Juliano de Oliveira Ramos.

Os corpos das vítimas foram encontrados carbonizados no carro da família. A polícia não divulgou a motivação do crime, mas, segundo os delegados, o caso está “99% concluído”.

Juliano de Oliveira Ramos Júnior, primo de Carina, foi preso nesta segunda-feira. Em depoimento à Polícia Civil, ele confessou envolvimento e disse que a morte do pai, da mãe e do irmão foi autorizada por Ana Flávia e Carina.

A dupla compareceu ao Centro de Operações Integradas de Segurança nesta quarta-feira (5) para prestar um novo depoimento, que durou cerca de quatro horas. Na primeira vez, elas se mantiveram em silêncio.