Governo de São Paulo vai lançar guia para turistas idosos

Iniciativa, que ocorrerá durante o Fórum de Turismo 60+, busca atender ao crescente interesse de viajantes com mais de 60 anos

  • Por Jovem Pan
  • 10/05/2024 20h49
Divulgação/Governo de São Paulo Cidade de Águas de Lindoia A cidade de Águas de Lindóia atrai mais de 700 mil turistas sêniores por ano

O governo de São Paulo lançará o “Turismo da Maturidade no Estado de São Paulo”, um guia voltado para turistas idosos. A iniciativa, que ocorrerá durante o Fórum de Turismo 60+, busca atender ao crescente interesse de viajantes com mais de 60 anos, que, de acordo com a Associação Brasileira de Agências de Viagem (Abav), representam o segmento que mais cresce no setor. O guia apresenta 70 destinos em São Paulo que oferecem desde tranquilidade em áreas naturais até atividades em parques temáticos e festas no interior do Estado. A publicação, disponível em versões impressa e digital, foi elaborada pela “Revista Melhor Viagem” e destaca destinos que proporcionam segurança e conforto para esse público.

O evento de lançamento conta com workshops e palestras, além de um estande da Secretaria de Turismo e Viagens de São Paulo, com debates sobre o turismo na terceira idade e exibiu um vídeo promocional. Os idosos, de acordo com a Abav (Associação Brasileira de Agências de Viagem), têm o hábito de viajar de duas a três vezes por ano, preferindo destinos nacionais. Segundo a Associação Brasileira das Operadoras de Turismo (Braztoa), eles consideram o turismo como uma forma ideal de aproveitar a vida. Águas de Lindóia é um exemplo de destino que atrai mais de 700 mil turistas sêniores anualmente, e espera-se que a demanda por esses locais continue crescendo, já que se estima que um quarto da população brasileira terá mais de 65 anos até 2060.

cta_logo_jp
Siga o canal da Jovem Pan News e receba as principais notícias no seu WhatsApp!

O crescimento do número de idosos, descrito como “tsunami prateado”, é visto tanto como um desafio quanto uma oportunidade para impulsionar a “economia prateada”, que gera cerca de US$ 15 trilhões por ano globalmente. No Brasil, São Paulo lidera com 59% das empresas focadas neste mercado, seguido por Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro.

Comentários

Conteúdo para assinantes. Assine JP Premium.