Governo de SP registra documentos da CoronaVac na Anvisa para análise

Doria também anunciou o inicio da campanha de vacinação contra a poliomielite a partir da segunda (5)

  • Por Jovem Pan
  • 02/10/2020 13h22 - Atualizado em 02/10/2020 13h23
Reprodução/TwitterO Estado de São Paulo tem, nesta sexta, 997.333 casos confirmados da Covid-19 e 35.956 mortos.

O governo do Estado de São Paulo anunciou, nesta sexta-feira (2), que registrou na Anvisa a documentação da CoronaVac para análise e obtenção do registro da vacina contra a Covid-19. O procedimento aconteceu através da plataforma digital criada para agilizar esse processo. De acordo com o governador João Doria, o objetivo é torná-lo o mais rápido possível dentro das normas científicas e da agência reguladora para imunizar os brasileiros de São Paulo e do resto do país. O diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, ressaltou que a nova normativa da Anvisa torna o processo mais rápido e facilita o fluxo de documentos, já que o procedimento se tornou contínuo: eles podem ser enviados a medida que forem gerados, não de uma vez só.

O Estado de São Paulo tem, nesta sexta, 997.333 casos confirmados da Covid-19 e 35.956 mortos. A taxa de ocupação dos leitos de UTI está em 44% no Estado e 42,6% na Grande São Paulo. Entre o número de internados, 3.610 estão em UTI e 4.704 estão em enfermarias — entre casos confirmados e suspeitos. Os números da pandemia na segunda quinzena de setembro ficaram dentro das estimativas feitas pelo governo estadual.

Campanha de vacinação no Estado

João Doria também anunciou o inicio da campanha de vacinação contra a poliomielite a partir da segunda-feira (5) e, em paralelo, uma campanha multivacinação com 14 tipos diferentes que protegem cerca de 20 doenças em crianças e adolescentes de 0 a 14 anos. A campanha contra a poliomielite tem o objetivo de garantir a imunização contra a paralisia infantil para crianças entre 1 e 5 anos. Ao todo, serão mais de 5 milhões de doses distribuídas e aplicadas gratuitamente no Estado de São Paulo.