Governo publica oito editais do ‘Enem dos Concursos’ com mais de 6 mil vagas e taxa de inscrição de até R$ 90; veja detalhes

Inscrições estarão abertas de 19 de janeiro a 9 de fevereiro; provas estão previstas para acontecer dia 5 de maio, em dois turnos

  • Por da Redação
  • 10/01/2024 18h02
Banco de Imagens / Freepik estudante fazendo prova Governo estima receber de 2 a 3 milhões de inscrições

O Ministério da Gestão e Inovação em Serviços Públicos divulgou nesta quarta-feira, 10, o lançamento de oito editais do primeiro Concurso Público Nacional Unificado (CPNU), uma espécie de “Enem dos concursos”.  O bloco de gestão governamental e administração pública será o maior, com 1.748 vagas oferecidas. Ao todoAs inscrições estarão abertas de 19 de janeiro a 9 de fevereiro, e as provas estão previstas para serem aplicadas em 5 de maio, em dois turnos. O governo federal espera receber de 2 a 3 milhões de inscrições. Ao todo, o concurso permitirá o ingresso de 6.640 novos servidores em 21 órgãos da Administração Federal.Os editais serão disponibilizados aqui.

cta_logo_jp
Siga o canal da Jovem Pan News e receba as principais notícias no seu WhatsApp!

A ministra da Gestão e Inovação em Serviços Públicos, Esther Dweck, destacou o CPNU como uma das maiores inovações da pasta em 2023 e informou que a intenção do governo é convocar todos os aprovados ainda neste ano. O concurso é composto por oito blocos temáticos: infraestrutura, exatas e engenharias; tecnologia, dados e informação; ambiental, agrário e biológicas; trabalho e saúde do servidor; educação, saúde, desenvolvimento social e direitos humanos; setores econômicos e regulação; gestão governamental e administração pública; e nível intermediário. Cada bloco possui um número específico de vagas disponíveis.

Para participar do concurso, os candidatos deverão pagar uma taxa de inscrição de R$ 90 para as vagas de nível superior e R$ 60 para os cargos de ensino médio. Pessoas inscritas no Cadastro Único (CadÚnico) e doadoras de médula óssea, além de estudantes bolsistas do Programa Universidade Para Todos (ProUni) e com financiamento do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), estarão isentas dessa taxa. As inscrições serão válidas para todo o bloco escolhido.

O CPNU foi inspirado no modelo do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e tem como objetivo “democratizar o acesso às vagas públicas a partir da dispersão geográfica”. As provas serão realizadas em 220 cidades do Brasil, em 5.141 locais de aplicação, com 77.242 salas de prova. A banca escolhida para a realização do concurso foi a Cesgranrio. A previsão é que 350 mil pessoas estejam envolvidas na organização e aplicação das provas.

Comentários

Conteúdo para assinantes. Assine JP Premium.