Governo do Rio diz que mantém interesse em Fórmula 1

O governador do Estado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, não desistiu do projeto que envolve a construção de um autódromo na capital fluminense e estuda trazer novos eventos como a Fórmula E

  • Por Jovem Pan
  • 21/11/2019 19h42
Fernando Frazão/Agência BrasilO governador do Estado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC)

O governo do Rio de Janeiro informou nesta quinta-feira (21) que não desistiu do projeto de construção de um autódromo na Zona Oeste da capital para tentar receber a Fórmula 1 a partir de 2021.

Segundo nota enviada à Jovem Pan, o governador Wilson Witzel mantém o projeto e o consórcio Rio Motorpark, que ficará responsável pela construção e exploração do Autódromo Parque de Deodoro, não solicitou ao governo “qualquer tipo de incentivo fiscal ou apoio financeiro para sua construção”.

Ainda nesta quinta, havia a informação de que Witzel havia desistido da construção do autódromo após os organizadores do evento pedirem incentivos fiscais para viabilizar o projeto.

A construção do autódromo do Rio de Janeiro é um projeto tríplice – que envolve Estado, prefeitura e governo federal e, de acordo com a nota do governo, a obra é privada, portanto, “a concessão é de responsabilidade do município do Rio de Janeiro”.

O governo esclarece, ainda, que está “estudando a concessão de incentivos fiscais para a promoção do evento”.

Além da possível chegada da Fórmula 1 no Rio de Janeiro, a Estado do Rio também estuda trazer novos eventos como a Fórmula E, que possui carros movidos exclusivamente a energia elétrica.