Hospital de SP investiga possíveis casos de reinfecção por coronavírus

O Hospital das Clínicas informa que estão sob análise dois pacientes que se curaram da Covid-19 em maio, mas voltaram a apresentar sintomas da doença em julho

  • Por Jovem Pan
  • 18/07/2020 17h26
Miguel Noronha/Estadão ConteúdoO Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP investiga dois possíveis casos de reinfecção pelo novo coronavírus

O Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP investiga dois possíveis casos de reinfecção pelo novo coronavírus. Em nota enviada à imprensa neste sábado, 18, a instituição informa que estão sob análise dois pacientes que se curaram da Covid-19 em maio, mas voltaram a apresentar sintomas da doença em julho. Os testes de ambos voltaram a dar positivo para o vírus. “Os sintomas e testes positivos em dois períodos diferentes poderiam ser explicados por outra virose por um vírus diferente, que causaria confusão porque haveria ainda fragmentos inativos [de Sars-CoV-2] que permaneceram no corpo do paciente”, afirma o hospital.

A hipótese de “confusão” de diagnóstico ainda é considerada a mais provável para compreender a situação. Isto porque, segundo a instituição, a reinfecção pelo novo coronavírus não foi constatada “em nenhum outro caso registrado pela literatura médica internacional”. Eventos semelhantes já foram pesquisados e descartados na Coreia do Sul, por exemplo, e estudos mais recentes indicam que a imunidade contra a Covid-19 pode ser duradoura.

No entanto, para confirmar tal tese, as duas pessoas (um funcionário e um paciente que não trabalha no local) passarão por testes para mais vírus, em busca de outra razão que possa estar causando a nova doença. Outra hipótese ventilada pelos pesquisadores do Hospital das Clínicas é a de que o Sars-CoV-2 possa ter uma longa permanência no corpo e um período de inatividade. Esse fenômeno acontece com outros vírus, como o da herpes, por exemplo, que volta a se manifestar em alguns indivíduos quando a imunidade da pessoa fica baixa.