Inquérito dos Portos: Defesa de Temer pede prorrogação de prazo para ouvir ex-ministro dos Transportes

  • Por Jovem Pan
  • 24/09/2018 13h20
Elza Fiuza/Agência BrasilSegundo a defesa de Temer, Quintella ainda não foi ouvido por razões pessoais

Os advogados do presidente Michel Temer encaminharam ao ministro do Supremo Tribunal Federal Luís Roberto Barroso documento pedindo uma nova prorrogação do prazo do inquérito dos portos para ouvir o depoimento do ex-ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella. Era ele quem chefiava a pasta na época dos fatos investigados. A informação é do jornalista Matheus Leitão, da Globo.

A investigação tenta descobrir se um decreto editado por Temer beneficiava empresas que atuam no Porto de Santos, no litoral paulista.

Barroso já havia prorrogado o prazo do inquérito por 15 dias com o objetivo de colher mais dois depoimentos: o de Luiz Otávio Oliveira Campos, atual secretário Nacional dos Portos, e Quintella.

O prazo autorizado por Barroso ainda não se esgotou – termina nesta terça-feira (25). O pedido de prorrogação válido no momento foi o feito pela Polícia Federal no dia 10 de setembro.

Até o momento, só prestou depoimento no inquérito Luiz Otávio Oliveira. Segundo a defesa de Temer, Quintella ainda não foi ouvido por razões pessoais.