Isolamento social no Brasil atinge nível mais baixo da pandemia, diz Datafolha

Atualmente, 7% dos entrevistados disseram que estão vivendo normalmente, enquanto 54% afirmaram que estão tomando cuidado, mas saem de casa para trabalhar ou fazer outras atividades

  • Por Jovem Pan
  • 19/12/2020 19h57 - Atualizado em 19/12/2020 20h15
FERNANDA LUZ/AGIF - AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDO Índice de isolamento é o mais baixo desde o início da quarentena

Levantamento do Datafolha mostra que, apesar do aumento recente de casos de Covid-19, o número de pessoas em isolamento social chegou em dezembro ao menor nível desde abril, quando o instituto começou a fazer essa pergunta. Atualmente, 7% dos entrevistados disseram que estão vivendo normalmente, enquanto 54% afirmaram que estão tomando cuidado, mas saem de casa para trabalhar ou fazer outras atividades. Em 3 de abril, no começo da pandemia, esses números eram de 4% e 24%, respectivamente. Aqueles que disseram estar completamente isolados em dezembro foram 5% dos entrevistados. O recorde havia sido de 21% em abril Por fim, os que responderam que só saem de casa quando é inevitável são 34% atualmente, ante 54% em abril. A pesquisa Datafolha foi feita entre 8 e 10 de dezembro e ouviu, por telefone, 2.016 brasileiros adultos em todos os Estados do País. A margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos.

Em meio à queda do nível de isolamento social, o Brasil vive um momento de alta no número de casos e mortes. Nesta semana, o país voltou a registras mais de mil mortes diárias causadas pela Covid-19 depois de três meses. Neste sábado, 19, o país registrou 37 mil novos casos e 555 novas mortes pela doença. As marcas foram atingidas em meio a debates sobre a aquisição de vacinas e elaboração de planos de vacinação para imunizar a população. Outros países, como Reino Unido, Estados Unidos e Canadá já iniciaram seus processos de vacinação.

*Com informações do Estadão Conteúdo