Mãe de Henry Borel troca de advogado e passa a ter defesa separada de Dr. Jairinho

Advogado que assumiu caso, Thiago Minagé, foi o mesmo que coordenou defesa do ex-deputado Eduardo Cunha no ano de 2020

  • Por Jovem Pan
  • 12/04/2021 20h52
Imagem: Reprodução/Instagram @henryborelmedeirosMonique Medeiros mudou de advogado

Quatro dias após ser presa por suspeita de atrapalhar nas investigações da morte do filho Henry Borel, Monique Medeiros trocou de advogado de defesa nesta segunda-feira, 12. Até o momento, ela era acompanhada por André França Barreto, mesmo advogado do namorado, Dr. Jairinho, suspeito de ser o causador das agressões que mataram o menino. Passam a atuar como a defesa da professora os advogados Thiago Minagé, Hugo Novais e Thaise Mattar Assad. O criminalista Minagé, presidente da Associação Brasileira dos Advogados Criminais (Abracrim), é conhecido por ter assumido no começo de 2020 a defesa de Eduardo Cunha.

Com a separação das defesas, Monique pode mudar a estratégia de defesa. Os advogados afirmaram que estão em um momento de estudo e análise do inquérito policial. “A defesa possui apenas uma estratégia: atuar com a verdade. Trabalharemos com os fatos conforme ocorreram”, pontua nota enviada à Jovem Pan. Monique, presa desde a última quinta-feira, 8, foi internada na madrugada desta segunda no Hospital Penal Hamilton Agostinho com um quadro de infecção urinária. Ela foi medicada e recebeu alta no começo da tarde. A Polícia Civil ainda analisa laudos periciais do caso, mas o delegado Henrique Damasceno, da 16ª DP do Rio de Janeiro, afirmou que não há dúvidas sobre a autoria do Dr. Jairinho no crime.