Rodrigo Maia afirma que CPMF vai travar crescimento do país

Presidente da Câmara dos Deputados reforça uma reforma tributária para acabar com os regimes especiais de impostos

  • Por Jovem Pan
  • 22/07/2020 23h48 - Atualizado em 22/07/2020 23h49
Frederico Brasil/Estadão ConteúdoRodrigo Maia é o atual presidente da Câmara dos Deputados

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, voltou a criticar a criação de um novo imposto nos moldes da CPMF. Para ele, a ferramenta não melhorar a produtividade da economia, e pode travar o crescimento do país. “Criar a CPMF para quem pagar a conta? Para a sociedade? Temos um estado muito grande, uma carga tributária muito alta”, disse. Para ele, é necessário melhorar a qualidade do gasto.

Maia disse ainda ser contra o imposto sobre grandes fortunas. “Acho que ele não resolve o problema e vai tirar as grandes fortunas do Brasil. Mas também não dá para dizer que a CPMF é mais justa que imposto sobre grandes fortunas. Não é possível que alguém ache que tributar a base da sociedade, como você vai tributar na CPMF, é melhor do que tributar quem tem mais renda. Eu acho que não é nem um, nem outro”, afirmou.

Maia reforçou a necessidade de uma reforma tributária para acabar com os regimes especiais. “Tem regimes especiais, setores que foram beneficiados ao longo dos anos. Se você pegar o sistema tributário, administração pública, a previdência, todo o poder acabou concentrado naqueles que tinham influência de de lobby no poder Executivo e Legislativo”, afirmou. “Deveríamos acabar com essas distorções. O próprio Simples gera distorções.”