Maia diz que fará novo exame para saber se desenvolveu anticorpos contra Covid-19

O presidente da Câmara esteve com Bolsonaro, que testou positivo nesta terça-feira (7), durante cerimônia da prorrogação do auxílio emergencial na última terça

  • Por Jovem Pan
  • 07/07/2020 16h26 - Atualizado em 07/07/2020 16h28
Francisco Stuckert/Estadão ConteúdoRodrigo Maia é o atual presidente da Câmara dos Deputados

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse nesta terça-feira (7) que fará exame de sangue para saber se já foi contaminado com o novo coronavírus e se já desenvolveu anticorpos contra a Covid-19. “Vou fazer o exame de sangue para ver se tenho os anticorpos porque na verdade já está no sexto dia em que eu estive com ele [o presidente Jair Bolsonaro]. Acho que já é o prazo que, se eu tivesse sido contaminado por ele, pelo prazo, são até cinco dias, já teria sido contaminado”, afirmou Maia.

O deputado esteve com Bolsonaro na cerimônia de prorrogação do auxílio emergencial, no dia 30 de junho, no Palácio do Planalto. O presidente testou positivo para o novo coronavírus nesta terça. Maia falou que já tinha tentado fazer o teste na semana passada, mas que deu errado. “Eu tentei fazer o exame semana passada, mas o enfermeiro errou no primeiro braço, errou no segundo e eu tenho de admitir que fiquei com medo e deixei pra próxima semana”, disse.

Para o parlamentar, a doença de Bolsonaro não deve atrapalhar as tramitações políticas. “O presidente parece estar bem e certamente do Palácio da Alvorada ele continua trabalhando”, disse Maia.

Fake news

Rodrigo Maia disse, ainda, que dará preferência a um deputado que ainda não relatou nenhuma proposta este ano para a relatoria do projeto sobre fake news, já aprovado no Senado. “Ainda não [escolhi relator]. Deputados estão construindo o texto. Queremos escolher um deputado que não tenha relatado nenhuma matéria este ano ainda”, disse.

De acordo com Maia, o deputado Orlando Silva (PCdoB-RJ), um dos que tem liderado a discussão sobre o tema na Câmara, deve coordenar a construção do texto, mas a ideia inicial é que ele não seja o relator. Silva já produziu o texto de outras matérias este ano.

*Com informações do Estadão Conteúdo