Metroviários de São Paulo aceitam proposta do TRT e suspendem greve

Mobilização da categoria continuará com o uso de coletes e nova assembleia está marcada para a próxima terça-feira, dia 25

  • Por Jovem Pan
  • 19/05/2021 23h23
WILLIAN MOREIRA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO - 08/03/2021 Passageiros aguarda para entrar no metrô de São Paulo Greve foi suspensa depois de acordos com o TRT

Na noite desta quarta-feira, 19, o Sindicado dos Metroviários realizou uma votação online e aprovou a suspensão da greve que teve início nesta terça-feira. A categoria aceitou a proposta do Tribunal Regional do Trabalho de um reajuste salarial de 7,79% a partir do dia 1º de maio de 2021, utilizando o mesmo índice de reajuste para VR e VA começando na mesma data. O Tribunal também garantiu o pagamento da 2ª parcela da PR de 2019 em 31 de janeiro de 2022, além de outros itens não revelados pelo Sindicato.

Dos 3.274 participantes na votação, 93,5% aprovaram as propostas do TRT, enquanto 80,4% rejeitaram as propostas do Metrô e 75,9% aceitaram suspender a greve. No informe do site oficial, os metroviários disseram que continuarão com a mobilização contra o corte de direitos utilizando coletes nas dependências da estações. Uma nova assembleia será realizada na próxima terça-feira, 25. A orientação da categoria é que os trabalhadores do turno noite deverão retornar ao trabalho às 23h59 desta quarta-feira com seus coletes.