Ministério da Saúde consulta Butantan sobre doses de CoronaVac disponíveis para compra

Instituto tem 7 milhões de unidades a pronta entrega; vacina deve acelerar imunização de crianças de 6 a 11 anos no país

  • Por Jovem Pan
  • 21/01/2022 14h46
YURI MURAKAMI/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO - 20/01/2022 Menina sendo vacinada contra a Covid-19 com a vacina CoronaVac no Estado de São Paulo Uso emergencial da CoronaVac em crianças e adolescentes de 6 a 17 anos foi aprovado pela Anvisa na quinta-feira, 20

O Instituto Butantan informou nesta sexta-feira, 21, que foi consultado pelo Ministério da Saúde sobre a quantidade de doses da CoronaVac disponíveis para a compra. A intenção do governo federal é incluir a vacina contra a Covid-19 na campanha de imunização do público infantil. Na quinta-feira, 20, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou o uso emergencial da CoronaVac para crianças de 6 a 17 anos não imunocomprometidas. A aprovação permitirá acelerar a vacinação da faixa etária, que hoje depende do envio de doses pediátricas da Pfizer fabricadas no exterior. Em nota, o Butantan afirmou que possui 7 milhões de doses a pronta entrega.

“O Instituto Butantan recebeu, na manhã desta sexta, 21, uma consulta do Ministério da Saúde via ofício sobre o número de doses de Coronavac que têm disponíveis. A resposta do instituto foi que possui 7 milhões de doses para pronta entrega”, diz comunicado. Das 15 milhões de unidades que estavam prontas e armazenadas no instituto, 8 milhões foram adquiridas pelo governo do Estado de São Paulo, que iniciou a aplicação da CoronaVac em crianças minutos após a aprovação da Anvisa. O Instituto Butantan acrescentou em nota que esse quantitativo de doses pode aumentar “conforme o interesse do governo federal de incluir a CoronaVac no Plano Nacional de Imunização (PNI)”. Nesta sexta-feira, Consórcio de Governadores do Nordeste cobrou agilidade e pressionou o ministério para a incorporação da vacina à campanha nacional de vacinação.