Ministro do Meio Ambiente diz que desmatamento ilegal é ‘principal fragilidade’ do Brasil: ‘Números inaceitáveis’

Joaquim Leite defendeu atuação “contundente” contra os crimes ambientais após devastação na Amazônia aumentar em 22%

  • Por Jovem Pan
  • 22/11/2021 16h01
Flickr/Ministério do Meio AmbienteJoaquim Leite disse que desmatamento na Amazônia é principal fragilidade do Brasil

O ministro do Meio Ambiente, Joaquim Leite, afirmou nesta segunda-feira, 22, que os números sobre o desmatamento na Amazônia divulgados na semana passada são “inaceitáveis” e defendeu atuação “contundente” contra os crimes ambientais. “É hora de agir na nossa principal fragilidade, que é o desmatamento ilegal”, declarou em coletiva de imprensa, ao fazer um balanço da participação do Brasil na COP26. “Diante dos números inaceitáveis do desmatamento que foram anunciados na semana passada, vamos atuar de forma contundente. Vamos ter mais recursos e mais homens. Com certeza seremos muito mais contundentes para eliminar o desmatamento ilegal na Amazônia”, disse Leite. Na semana passada, o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) informou que o desmatamento na Amazônia aumentou 22% e que a área devastada em 2021 foi de 13.235 quilômetros quadrados, a maior dos últimos 15 anos.