Moraes pede que PGR se manifeste sobre fala de Salles em reunião

Na ocasião, o ministro do Meio Ambiente falou sobre ‘passar a boiada’ e alterar regras ambientes vigentes enquanto a imprensa dava atenção à pandemia da Covid-19

  • Por Jovem Pan
  • 09/07/2020 16h32 - Atualizado em 10/07/2020 08h05
Fátima Meira/Estadão ConteúdoRicardo Salles é o atual ministro do Meio Ambiente do Brasil

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou nesta quinta-feira (9) uma manifestação da Procuradoria-Geral da República (PGR) sobre o pedido de parlamentares para que seja aberto um inquérito para investigar o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles. A informação é do G1.

O pedido se refere à fala de Salles durante reunião ministerial no dia 22 de abril. Na ocasião, ele falou sobre “passar a boiada” enquanto durava a pandemia do novo coronavírus. Salles falou ainda sobre a alteração de regras ambientais vigentes enquanto a mídia dava atenção à pandemia.

“Não precisamos do Congresso”, disse o ministro na reunião. Para os parlamentares que ingressaram com o pedido no STF, Salles deve ser afastado e o inquérito para investigar as falas deve ser aberto.

Nesta segunda, o Ministério Público Federal (MPF) pediu o afastamento de Salles por improbidade administrativa em caráter liminar. O ministro classificou o pedido como uma “clara tentativa de interferir em políticas públicas do governo federal” e que as alegações apresentados pelos promotores “são uma apanhado de diversos outros processos já apreciados e negados pelo Poder Judiciário”.