Moro: Apesar de casos de Covid-19, situação nos presídios ‘está sob controle’

De acordo com o ministro da Justiça e Segurança Pública, o sistema carcerário tem três casos confirmados

  • Por Jovem Pan
  • 13/04/2020 18h45 - Atualizado em 14/04/2020 08h15
DIDA SAMPAIO/ESTADÃO CONTEÚDOSergio Moro

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, afirmou durante coletiva de imprensa na tarde desta segunda-feira (13) que a situação dos presídios brasileiros diante da pandemia do novo coronavírus está “sob controle”, mesmo com casos confirmados em unidades do Distrito Federal, Pará e Ceará.

“Ainda que seja uma população vulnerável, temos essa preocupação com a população carcerária, que até o momento está sob controle. Tivemos, na última semana, a confirmação de três casos Covid-19 nos presídios. Um caso no Pará, que foi transferido para prisão domiciliar, outro caso no Ceará e um último no Distrito Federal, que pode ter infectado outros 20 presos”, disse Moro.

De acordo com o ministro, a pasta segue monitorando diariamente a situação nos presídios do Brasil – e não há casos confirmados de Covid-19 nas prisões federais. “A situação é pior do que a anteriormente apresentada aqui, mas ainda assim está sob controle. E estamos tomando cuidado para que presos com sintomas seja devidamente isolados”, ressaltou.

Além da preocupação com a situação carcerária, Moro afirmou que um plano nacional de segurança pública está em desenvolvimento no ministério e sendo alinhado junto ao governo federal. Segundo ele, é uma “importante ação para estarmos preparados para toda e qualquer contingência diante de diversos cenários e situações projetadas”.

A pasta ainda pretende distribuir equipamentos de proteção individual (EPIs) aos profissionais de segurança pública, incluindo as polícias penais.

Medidas dos estados

Ao ser questionado sobre eventuais excessos de governos estaduais, o ministro do governo Jair Bolsonaro afirmou que não cabia a ele “fazer esse tipo de avaliação”. Para Moro, as situações e medidas dos estados precisam ser “avaliadas caso a caso”.

Ele ainda ressaltou que o governo federal tem “preocupação com a circulação de pessoas” e que algumas medidas de restrição de transporte intermunicipal tem provocado “situações complicadas para brasileiros que trabalham em São Paulo, por exemplo, e querem voltar para a cidade da família”. Segundo o ministro, eles encontravam “restrições para chegar” até o local, mas não apresentou mais detalhes.

“Essas medidas precisam ser muito bem ponderadas e refletidas. Deve ser visto situação por situação, mas o governo federal está atento a isso e a necessidade de conter a disseminação do vírus”, disse Moro.

Queda de acidentes em rodovias federal

Entre os dados apresentados pela pasta da Justiça e Segurança Pública, o ministro destacou a queda de acidentes em rodovias federais. Segundo levantamento, houve 28% menos acidentes de 11 de março a 12 abril deste ano comparado com o mesmo período do ano passado – 23% menos de acidentes graves e 19% menos roubo de cargas. O roubo a ônibus caiu 49% no mesmo período.