Mourão diz que Witzel ‘não pediu desculpas’, mas chama episódio de ‘página virada’

Governador divulgou um vídeo no qual telefona ao presidente em exercício com o viva-voz ligado

  • Por Jovem Pan
  • 27/01/2020 20h06 - Atualizado em 28/01/2020 08h04
Wilton Júnior/Estadão ConteúdoPara Mourão, o ex-juiz federal "esqueceu" da ética e da moral ao gravar a conversa sem o avisar

O presidente em exercício, Hamilton Mourão, chamou de “página virada” o episódio envolvendo a gravação de ligação telefônica por parte do governador do Rio, Wilson Witzel (PSC). Questionado por jornalistas nesta segunda-feira (27) se o governador teria se desculpado pelo episódio, Mourão negou. “Não ligou, não. Deixa para lá esse caso. É página virada”, disse.

No domingo (26) Witzel divulgou em sua conta oficial no Twitter um vídeo no qual telefona ao presidente em exercício, com o viva-voz ligado, e pede apoio do governo federal para conter estragos causados pela chuva. Para Mourão, o ex-juiz federal “esqueceu” da ética e da moral ao gravar a conversa sem o avisar.

O episódio não agradou ao presidente Jair Bolsonaro, que conversou com Mourão e concordou sobre a falta de ética da atitude, segundo informou o vice nesta segunda-feira.

Ele afirmou ainda que amanhã deve se encontrar com Bolsonaro, que chega em Brasília por volta das 8h.

* Com informações do Estadão Conteúdo