Mulher é libertada após sequestro em estação de metrô em São Paulo

Indivíduo foi detido e apresentava sinais de problemas psiquiátricos, segundo a corporação

  • Por Jovem Pan
  • 08/09/2020 17h43 - Atualizado em 09/09/2020 08h49
ReproduçãoEstação Adolfo Pinheiro

Uma mulher foi mantida refém dentro da estação Adolfo Pinheiro, na Linha 5-Lilás do metrô de São Paulo, com uma faca no pescoço na tarde dessa terça-feira, 8. De acordo com a Polícia Militar, as autoridades foram acionadas por volta das 15h53 (horário de Brasília) e ficaram no local até as 18h15 quando o sequestro foi encerrado. O Grupo de Ações Táticas Especiais – Gate conduziu a negociação e teve apoio de policiais e Corpo de Bombeiros. À Jovem Pan, a assessoria da PM informou que o indivíduo foi detido e encaminhado para a DP da região. Ele tem sinais de problemas psiquiátricos. A vítima foi libertada e passa bem.

Às 17h o Metrô anunciou por meio da sua página oficial do Twitter que a Linha 5-Lilás, operada pela ViaMobilidade, está com a operação normal. No momento da ocorrência o embarque e desembarque na estação Adolfo Pinheiro, onde ocorreu o sequestro, foram bloqueados, mas a situação deve se restabelecer nas próximas horas.