Operação no Jacarezinho tem tiroteio e passageiros são baleados em metrô do Rio

Ação da Polícia Civil faz parte de investigação contra o aliciamento de crianças e adolescentes por facção criminosa

  • Por Jovem Pan
  • 06/05/2021 09h33 - Atualizado em 06/05/2021 10h12
Reprodução / TwitterSegundo a corporação, os criminosos estariam envolvidos com o" tráfico de drogas, roubo de cargas, assaltos a pedestres, homicídios e sequestros de trens da SuperVia"

Uma operação da Polícia Civil do Rio de Janeiro resultou em um tiroteio na comunidade do Jacarezinho, Zona Norte da capital fluminense, nesta quinta-feira, 6. Um policial civil morreu após ser baleado na cabeça e outros quatro homens foram feriados na ação, entre eles dois passageiros que estavam em uma estação do metrô. Vídeos compartilhados nas redes sociais mostram explosões de bombas e moradores relatam impossibilidade de sair de casa. Batizada de “Exceptis”, a ação faz parte de uma investigação contra o “aliciamento de crianças e adolescentes para integrar a facção criminosa que domina o território”. Segundo a corporação, os criminosos estariam envolvidos com o” tráfico de drogas, roubo de cargas, assaltos a pedestres, homicídios e sequestros de trens da SuperVia”.

A comunidade do Jacarezinho é comandada pela da facção Comando Vermelho. Em comunicado, a Polícia Civil citou a “dificuldade de se operar no terreno, por conta das barricadas e das táticas de guerrilha” no local, que, segundo a corporação, abriga “quantidade relevante de armamentos”. Agentes identificaram 21 integrantes da quadrilha após investigação com o setor Setor de Busca Eletrônica Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA). A ação também contou com apoio de outras unidades do Departamento-Geral de Polícia Especializada (DGPE), do Departamento-Geral de Polícia da Capital (DGPC) e da Coordenadoria de Recursos Especiais (CORE).