Pesquisa: 46,5% concordam com decisão que suspendeu Ramagem da Polícia Federal

  • Por Jovem Pan
  • 12/05/2020 15h58
Dida Sampaio/Estadão ConteúdoMinistro Alexandre de Moraes impediu nomeação de Ramagem por ver indícios de “desvio de finalidade” na indicação, pois delegado é amigo da família Bolsonaro

Um levantamento da Paraná Pesquisas divulgado nesta terça-feira (12) indica que 46,5% dos brasileiros acharam certa a decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes de suspender a nomeação de Alexandre Ramagem, indicado pelo presidente Jair Bolsonaro para a superintendência da Polícia Federal. Outros 43,8% discordam com o ministro e 9,7% não sabe/não opinou.

Dentre a maioria que concorda, 47,6% são do sexo feminino, de 16 a 24 anos, e com ensino superior, das regiões Sudeste e Nordeste do País. A maioria dos que discordam da decisão são homens (apesar da parcela deles que concordam também ser maior), de 45 a 59 anos, com ensino fundamental e do Norte e Centro-Oeste do Brasil.

O trabalho de levantamento de dados foi feito através de questionários online com pessoas de 16 anos ou mais em 26 Estados e Distrito Federal e em 180 municípios brasileiros entre os dias 4 e 6 de de maio de 2020. Na Região Sudeste, foram realizadas 987 entrevistas; na Região Nordeste, 611 entrevistas; na Região Norte + Centro-Oeste, 340 entrevistas; e na Região Sul, 329 entrevistas.

Moraes suspendeu a nomeação de Ramagem por ver indícios de “desvio de finalidade” na indicação do delegado, que é amigo da família Bolsonaro, para o cargo. O presidente indicou, então, o delegado Rolando Alexandre de Souza para a diretoria-geral da corporação.