Pfizer diz que crianças que receberam doses de adulto da vacina devem ser monitoradas

Farmacêutica recomendou monitoramento dos sinais vitais e o possível tratamento sintomático dos que receberam o imunizante equivocadamente na Paraíba

  • Por Jovem Pan
  • 19/01/2022 16h57
Kevin David/A7 Press/Estadão Conteúdo - Sob uma mesa de vidro, dois frascos com vacinas e duas vacinas, com um símbolo da Pfizer se destacando atrás Pfizer emitiu nota sobre vacinação de crianças em Lucena

A Pfizer afirmou nesta terça-feira, 18, que as crianças que receberam doses de adulto da vacina contra a Covid-19 em Lucena, na Paraíba, devem ser monitoradas. “Para casos como esse, especificamente, recomenda-se o monitoramento dos sinais vitais e o possível tratamento sintomático. Se houver alguma dúvida e/ou algum sintoma a recomendação é procurar o profissional ou serviço médico de referência”, disse a farmacêutica em nota. A empresa ressaltou que criou um portal para comunicação de informações relacionadas a eventos adversos do imunizante. Pelo menos 40 crianças receberam dosagens equivocadas da vacina em Lucena. O Ministério Público Federal (MPF) investiga o caso e ouve funcionários da saúde que trabalham na UBS onde os imunizantes foram aplicados. O órgão afirmou que o que aconteceu no município foi um caso isolado e “não pode ser utilizado como pretexto para justificar a suspensão do curso de toda uma campanha de vacinação, esta, sim, uma medida que, se efetivada, colocaria em risco todo o público-alvo, o qual, há meses, aguardam pelo aludido imunizante.”