Polícia Civil apreende mais de R$ 50 milhões em produtos falsificados

  • Por Jovem Pan
  • 17/05/2019 17h55
Carlos Tristão/Estadão ConteúdoForam alvo da investigação cerca de 400 pontos de venda na região central de São Paulo

A Polícia Civil finalizou, na tarde desta sexta-feira (17), a “Operação Brás”, que terminou com três milhões de itens falsificados apreendidos. A ação, que durou quatro dias, teve como alvo um conjunto comercial de oito andares na rua Vautier, no centro da Capital.

Foram mais de 370 toneladas de produtos, com o valor total de R$ 50 milhões, sendo necessário 26 caminhões para o seu transporte. Pelo menos 200 pessoas serão investigadas pelo envolvimento em crime de pirataria.

Os trabalhos que resultaram na apreensão foram planejados e operacionalizados pela 1ª Delegacia de Investigações Sobre Propriedade Imaterial (Antipirataria), do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic). Ao todo, participaram da ação 25 policiais civis.

Segundo o delegado Wagner Carrasco, titular da delegacia especializada, as apurações feitas até o momento devem desencadear outras operações como esta. “Estamos trabalhando em duas frentes. Ações em centros de venda de comércio popular e na outra ponta, onde esses produtos são fabricados.”

Ações como essa têm se tornado cada vez mais frequentes na região central da capital paulista. A prefeitura estima que, desde 2018, apreendeu mais de mil toneladas de material pirata ou sem nota fiscal.