Polícia Federal faz buscas em endereços de Janot

A medida ocorre após Janot ter afirmado que iria matar o ministro Gilmar Mendes

  • Por Jovem Pan
  • 27/09/2019 18h11 - Atualizado em 27/09/2019 18h28
Wilton Junior/Estadão ConteúdoMinistro Alexandre de Moraes disse que vai analisar o pedido de Gilmar para proibir Janot de visitar o tribunal, além de retirar o porte de armas dele

O ministro Alexandre de Moraes autorizou, nesta sexta-feira (27), uma ação de busca e apreensão pela Polícia Federal na casa e no escritório do ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot. A informação é da Globonews. Segundo a emissora, uma arma de fogo foi encontrada na residência.

A medida ocorre após Janot ter afirmado nesta quinta-feira (26), em entrevistas, que foi armado para uma sessão do Supremo Tribunal Federal (STF) com a intenção de matar o ministro Gilmar Mendes a tiros após ele ter difundido “uma história mentirosa” sobre sua filha. “Isso me tirou do sério”, disse Janot.

Moraes declarou também que vai analisar o pedido de Gilmar para proibir Janot de visitar o tribunal, além de retirar o porte de armas dele. Moraes é o relator de um inquérito que apura ameaças, ofensas e fake news disparadas contra integrantes do STF e seus familiares.

O Supremo proíbe a entrada de pessoas portando qualquer tipo de arma, mas autoridades que ingressam nas instalações do tribunal – como parlamentares, governadores e procuradores-gerais da República – não passam por detectores de metais, já que utilizam um acesso restrito, diferente daquele usado pelo público comum.