Policiais prendem 124 suspeitos e resgatam 67 crianças vítimas de exploração sexual no Brasil

Ação conta com parceria do governo federal; ‘Prender abusadores de crianças também é defender direitos humanos’, registrou a ministra Damares

  • Por Jovem Pan
  • 28/05/2021 20h28
Imagem: Divulgação/Governo FederalAs denúncias de crimes contra crianças e adolescentes podem ser feitas, gratuitamente e anonimamente, através do Disque 100, do Ligue 180 e do Disque 191 (da PRF)

Os dados divulgados pelo governo federal nesta sexta-feira, 28, apontam que 67 crianças e adolescentes vítimas de exploração sexual foram resgatados em todo o país durante as operações Oneesca IV e Parador 27, promovidas pelas polícias Rodoviária Federal (PRF) e Militar (PM). Além disso, 124 suspeitos foram presos nas ações. As operações contam com a parceria do Ministério da Justiça e Segurança Pública e do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos. A ministra Damares Alves usou as redes sociais para se manifestar sobre a prisão dos suspeitos. “Prender abusadores de crianças também é defender direitos humanos. Bora, gente. Denuncie. É assim que a gente localiza os criminosos. Disque 100”, publicou a titular da pasta da Mulher.

As denúncias de crimes contra crianças e adolescentes podem ser feitas, gratuitamente e anonimamente, através do Disque 100, do Ligue 180 e do Disque 191 (da PRF). Os serviços funcionam diariamente, por 24 horas. Comandada pela PRF, a Oneesca IV prendeu 42 pessoas e resgatou 31 menores nas rodovias federais. Já a Parador 27, promovida pela PM de cada estado, resgatou 36 crianças e adolescentes e prendeu 82 pessoas. Esta segunda ação também apreendeu oito armas de fogo e 2.438 quilos de drogas nos estabelecimentos localizados às margens das rodovias do país, como bares e casas de show. Nas redes sociais, o ministro da Justiça Anderson Torres também se pronunciou. “Estamos decretando guerra contra a violência e exploração sexual de crianças e adolescentes”, disse. Ele também registrou que esta é a “primeira vez que o Brasil conta com uma ação coordenada nas rodovias, envolvendo forças federais e estaduais no combate à exploração de menores.”