Porta-voz diz que Bolsonaro está aberto a adaptar decreto do porte de armas

  • Por Jovem Pan
  • 13/05/2019 21h03
Valéria Gonçalvez/Estadão ConteúdoNa última semana, consultores da Câmara dos Deputados e do Senado pediram estudos de constitucionalidade da regulamentação

O presidente Jair Bolsonaro está aberto a “eventualmente adaptar” o decreto que assinou flexibilizando o porte e a posse de armas de fogo, afirmou o porta-voz da Presidência da República, Otávio Rêgo Barros, nesta segunda-feira (13).

Na última semana, consultores da Câmara dos Deputados e do Senado pediram estudos de constitucionalidade da regulamentação e parlamentares solicitaram que a medida fosse suspensa. “O presidente coloca-se aberto a esse diálogo com o Congresso, para, a partir das proposições do parlamento, eventualmente adaptar aquele decreto que ele firmou na semana passada”, disse o porta-voz.

Barros antecipou que Bolsonaro deve divulgar nesta terça-feira (14) um vídeo sobre o projeto, onde provavelmente reforçará seu posicionamento.

“O presidente imagina fazer-se necessário ele apresentar algum posicionamento em reforço àquilo que foi exarado pela Presidência, por meio da Casa Civil”, afirmou.

Ele reiterou, no entanto, que no entender do Palácio do Planalto, o decreto é constitucional.

* Com informações do Estadão Conteúdo