Prefeitura confirma morte da quinta vítima do atirador de Campinas

  • Por Jovem Pan
  • 12/12/2018 14h59
Denny Cesare/Estadão ConteúdoOutras três vitimas que estavam internadas já receberam alta

A Prefeitura de Campinas confirmou na tarde desta quarta-feira (12) a morte de Heleno Severo Alves, de 84 anos, um dos baleados durante o ataque na Catedral Metropolitana, na tarde de terça-feira (11). Ele estava internado no Hospital Municipal Dr. Mário Gatti, onde passou por cirurgia após ser ferido por dois disparos nas regiões do tórax e do abdômen. Heleno morreu às 13h25, segundo nota oficial.

Os outros quatro mortos pelo atirador são Sidnei Vitor Monteiro, de 39 anos, José Eudes Gonzaga Ferreira, de 68, Cristofer Gonçalves dos Santos, de 38, e Elpídio Alves Coutinho, de 67. Outras três pessoas feridas durante o ataque foram levadas para unidades de saúde em Campinas e já tiveram alta.

Como foi o ataque

Imagens de uma câmera de segurança mostraram como o atentado aconteceu. Euler Fernando Grandolpho, o atirador, entrou no local e se sentou em um dos bancos ao fundo. Por volta das 13h, após o final da missa, levantou-se e começou a efetuar os disparos contra os fiéis que estavam presentes. Ele portava uma pistola e um revólver calibre 38. Enquanto alguns caíram baleados ao chão, outros conseguiram fugir correndo.

O atirador ainda parou em determinado momento para recarregar a arma e continuou a atirar em seguida. Policiais militares entraram em ação e o atingiram. Euler caiu ao chão e, ao perceber que não conseguiria fugir, atirou contra a própria cabeça.