Prefeitura de Salvador cancela festa de Réveillon em meio a temor de nova variante

Segundo Bruno Reis, o aumento de casos de Covid-19 na Europa e o surgimento da ômicron tornam inviável a realização do evento com a segurança sanitária necessária

  • Por Jovem Pan
  • 29/11/2021 11h10 - Atualizado em 29/11/2021 11h14
Reprodução/Prefeitura de SalvadorA decisão sobre a realização do Carnaval 2022 será tomada em conjunto em governo do Estado

O prefeito de Salvador, Bruno Reis (DEM), anunciou na manhã desta segunda-feira, 29, o cancelamento do evento “Virada Salvador”, festa marcada para promover o Réveillon na capital baiana. Segundo Reis, o aumento de casos de Covid-19 na Europa e o surgimento de uma nova variante de risco tornam inviável a realização do evento com a segurança sanitária necessária. “Diante da chegada de uma nova variante do coronavírus e do aumento de casos na Europa, estou tomando a decisão de cancelar o Virada Salvador desse ano. Sei da importância do evento para economia da nossa cidade, mas seguimos colocando a vida das pessoas em primeiro lugar”, disse o prefeito. O festival tinha a previsão de receber cerca de 250 mil pessoas por dia.

“Sempre disse que íamos avaliar o que está acontecendo no Brasil e no mundo, como a pandemia está se comportando em lugares com índices diferentes de vacinação. No entanto, chegamos ao limite da decisão para o Réveillon e nós acreditamos que, diante de tudo o que estamos vendo, não é o momento de colocar em risco tudo o que construímos até aqui”, completou Bruno Reis. Salvador apresenta hoje 91% de pessoas acima de 12 anos vacinadas com pelo menos a primeira dose. Da população adulta, 81% completou o esquema vacinal. Sobre o Carnaval, o prefeito declarou que a decisão será tomada em conjunto com o governo do Estado, “considerando toda a segurança e cautela e será anunciada assim que possível”.