Preso, ex-governador do Rio Sérgio Cabral negocia delação premiada

  • Por Jovem Pan
  • 23/12/2018 12h33
Rodrigo Félix/Estadão ConteúdoEx-governador do Rio está preso há um ano

Preso há um ano, o ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral (MDB) decidiu negociar uma delação premiada com o Ministério Público Federal (MPF) e a Procuradoria-Geral da República (PRG). Ele foi condenado a pena de 197 anos.

Dessa forma, os depoimentos de Cabral devem colaborar com investigações da força-tarefa da Operação Lava Jato. A informação foi revelada neste domingo pelo jornal O Globo e implicou no abandono do cliente pelo advogado Rodrigo Rocca.

A expectativa inicial é de que a delação do emedebista, eleito duas vezes para o governo, envolva figuras do alto escalação do Ministério Público Estadual e do Tribunal de Justiça do Rio, além do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Acusado de comandar um esquema de corrupção que já desviou mais de R$ 210 milhões dos cofres públicos, Cabral nega o recebimento de propinas em troca do favorecimento de construtoras para a realização de obras públicas.