PSDB, após saída de Teich: País ‘merece mais respeito e menos desgoverno’

  • Por Jovem Pan
  • 15/05/2020 13h19 - Atualizado em 15/05/2020 13h21
Dida Sampaio/Estadão ConteúdoO agora ex-ministro da Saúde Nelson Teich e o presidente Jair Bolsonaro

O presidente nacional do PSDB, Bruno Araújo, afirmou que a saída de Nelson Teich do Ministério da Saúde confirma que o governo do presidente Jair Bolsonaro “não tem planos factíveis para combater a pandemia que ameaça o País.”

“Ao invés de buscar soluções, o presidente tem preferido desmoralizar agentes públicos e confrontar governadores e prefeitos que realmente fazem o trabalho de combate à doença”, diz Araújo em nota.

“Enquanto milhares morrem, perdemos tempos em políticas de tentativas e erro. A sociedade, apreensiva e perplexa, merece mais respeito, mais seriedade, menos desgoverno, menos absurdo”, finaliza.

Nelson Teich substituiu Luiz Henrique Mandetta no comando do Ministério da Saúde há menos de um mês e pediu exoneração após discordâncias com o presidente Jair Bolsonaro. A principal divergência dizia respeito ao uso da cloroquina no combate à Covid-19.

Teich fazia ressalvas à utilização da substância em estágios iniciais da doença e alertava para os efeitos colaterais e a falta de comprovação científica de eficácia. Já Bolsonaro queria a aplicação do medicamento desde o início do tratamento e chegou a dizer que, apesar do posicionamento do ministro, alteraria o protocolo do SUS.

*Com informações do Estadão Conteúdo