PSL do Rio de Janeiro oficializa saída da base aliada de Wilson Witzel

  • Por Jovem Pan
  • 16/09/2019 18h21
WILTON JUNIOR/ESTADÃO CONTEÚDOWilson Witzel, governador do Rio de Janeiro

O PSL, partido com maior número de deputados na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), deixou a base aliada de Wilson Witzel (PSC), governador do estado. A decisão da legenda foi comunicada nesta segunda-feira (16). A informação foi divulgada pelo G1.

O partido do presidente Jair Bolsonaro (PSL) informou, por meio de nota, que foi orientado pelo filho do presidente da República, Flávio Bolsonaro (PSL), a desembarcar “por discordar de posicionamentos políticos do governador”.

A nota diz que “os 12 deputados do partido reiteram o compromisso com o Estado do Rio de Janeiro” e é assinada deputado estadual Dr. Serginho, líder da bancada do PSL na Alerj, que participa de reunião com os demais deputados do partido para finalizar as últimas tratativas sobre a saída.

Na última terça-feira (10), Witzel publicou, em seu Twitter, uma mensagem em que confirmava seu compromisso com os valores democráticos — nitidamente uma resposta à publicação feita na véspera pelo vereador Carlos Bolsonaro (PSL), que afirmava que “por vias democráticas” as transformações que o Brasil precisa não acontecerão “na velocidade que desejamos”.

Mirando nas eleições para a presidência da República em 2022, Witzel vem se distanciando da família Bolsonaro e fazendo duras críticas ao governo, especialmente à articulação política para a aprovação de medidas e projetos junto ao Congresso Nacional.