Brasil recebe 3,8 milhões de doses do consórcio Covax

No sábado, 1º, um voo já havia entregue 220 mil doses da vacina da AstraZeneca, desenvolvida em parceria com a Universidade de Oxford

  • Por Jovem Pan
  • 02/05/2021 15h44 - Atualizado em 02/05/2021 16h55
CLÁUDIO MARQUES/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDOEm coletiva da OMS, Queiroga afirmou que é 'possível garantir' que toda a população brasileira será vacinada até o final do ano

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, recebeu, na tarde deste domingo, 2, um lote de aproximadamente 2 milhões de doses da vacina da AstraZeneca contra a Covid-19, adquiridas através do consórcio Covax Facility. A carga desembarcou por volta das 16h27 no Aeroporto de Guarulhos. O primeiro carregamento, com cerca de 1,8 milhões de doses, chegou nesta madrugada, por volta das 4h20. Mais cedo, Ministério da Saúde divulgou um vídeo no perfil oficial da pasta, na qual Queiroga afirma, ao lado da médica Socorro Gross, representante da Organização Panamericana de Saúde (OPAS), que todos estão “muito empenhados em trazer a esperança de volta para o povo brasileiro” e por fim à pandemia do novo coronavírus.

Neste sábado, um voo já havia entregue 220 mil doses da vacina da AstraZeneca, desenvolvida em parceria com a Universidade de Oxford. Até o momento, foram aplicadas mais de 41,6 milhões de vacinas contra a Covid-19. Deste total, aproximadamente 29,3 milhões de pessoas receberam apenas a primeira dose, enquanto 13,7 milhões de pessoas também receberam o reforço contra a doença. Em coletiva de imprensa da Organização Mundial da Saúde (OMS) nesta semana, Queiroga afirmou que é “possível garantir” que toda a população brasileira será imunizada até o fim deste ano.